A determinação concreta dos objetivos

Relações Interpessoais de forma estratégica
27 de janeiro de 2020
A Teoria dos Stakeholders e as Relações Interpessoais
7 de fevereiro de 2020

A determinação concreta dos objetivos

A determinação concreta dos objetivos como em todo planejamento, decorre de uma projeção futura, o primeiro passo que devemos fazer é identificar os nossos verdadeiros objetivos. Nesse momento é importante distinguir os objetivos dos sonhos, pois objetivos são metas prioritárias que pretendemos alcançar e são frutos dos nossos esforços.

A busca de um objetivo muitas vezes exige algumas renúncias. Os objetivos precisam ser realizáveis e importantes para que funcionem como elementos motivadores do nosso esforço.

Escolhido os objetivos, precisamos visualizar os diferentes caminhos que podemos trilhar para alcançá-los. Nessa visualização, devemos incluir algumas modificações de comportamento. É preciso ter claros os riscos mais evidentes que o ameaçam, bem como saber que, às vezes, vamos depender da nossa própria percepção para separar as coisas importantes das opções pouco relevantes.

O próximo passo diz respeito a nossa necessidade de perceber todas as coisas de forma sistêmica, entender que existe uma relação entre tudo o que nos rodeia. Nada é isolado, nem um fato em si, ao contrário, tudo funciona como um grande sistema.

Dessa forma poderemos compreender o mundo a nossa volta, e que somos capazes de combinar os vários caminhos e as possibilidades de escolha que a vida oferece, e assim verificar o que é viável para o alcance dos nossos objetivos.

Ter uma visão sistêmica permite um olhar mais distante e por isso nos possibilita avaliar como os eventos poderão desenvolver-se no futuro.

Com disciplina podemos criar uma rotina de comportamentos que precisa ser desenvolvida para alcançar os objetivos futuros. Essa disciplina passa por mudança de comportamento, modificação de hábitos antigos ou até mesmo algumas privações, tudo em nome do alcance do nosso propósito.

Reconhecer quais são as reais possibilidades e quais as suas fraquezas. É fundamental distinguir o que é positivo para o sucesso e o que ameaça o sucesso.

Um pequeno desvio de foco pode ser responsável pelo fracasso dos nossos planos. Não é uma tarefa fácil, porém com uma visão estratégica pessoal, mantendo uma visão sistêmica e agindo com disciplina, pode-se alcançar aquilo que se projeta para o futuro. É uma questão de compromisso pessoal.

Como aprendemos a usar a visão estratégica?

  • Você tem realmente claro o que quer para o futuro?
  • Você é capaz de fazer uma lista dos objetivos a serem alcançados, mesmos os mais desafiadores?
  • Você está disposto a fazer alguns sacrifícios que só serão compensados com o alcance dos seus objetivos?
  • Você está disposto a encontrar motivação e continuar firme diante dos possíveis obstáculos que se apresentarem?

Quando você tiver a capacidade de responder sim a todas essas perguntas é que poderá considerar-se capaz de ter uma visão estratégica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área do Cliente