Mapeamento de Processos

Administração de Recursos Humanos
12 de junho de 2020
Políticas de Administração de Recursos Humanos
17 de agosto de 2020

Mapeamento de Processos

Processo é um conjunto recorrente de atividades estruturadas e destinadas a resultar em um produto especificado para um determinado cliente, com entradas e saídas claramente identificadas. Segundo Davemport (1994), processo é um conjunto de atividades estruturadas e monitoradas, destinadas a gerar um resultado, um produto específico para atender as necessidades de um determinado cliente ou mercado.

O processo é abrangido com uma série de atividades que fornecem valor a um cliente. O cliente do processo não é necessariamente um cliente externo da empresa, ele pode estar dentro da empresa, é o chamado cliente interno. Os processos básicos na gestão de pessoas são: prover, aplicar, manter, desenvolver e monitorar as pessoas.  São processos inter-relacionados e interdependentes, com uma interação que faz com que qualquer alteração ocorrida em um deles provoque influência sobre os demais.

O processo é um conjunto de atividades, interligadas e interdependentes, que estão justapostas e arranjadas para que, a partir de entradas de recursos humanos, materiais e tecnológicos específicos, realize sua mudança, gerando produtos, serviços e informações que visam cumprir uma função para atender as necessidades do cliente interno e externo.

Harrington (1993) define processo como um grupo de tarefas interligadas e logicamente arranjadas que, por meio de recursos disponibilizados pela organização, produzem resultados estabelecidos para contribuir para a consecução dos seus objetivos.

Johansson (1995), processo é o grupo de tarefas e atividades interligadas que recebem os insumos (input) e os processa, gerando os resultados (output). Ao transformar o processo, agrega valor às entradas de forma a modificá-las para gerar o resultado esperado pelo seu cliente dentro da cadeia produtiva.

O processo é subdividido em partes menores, que são organizadas de forma a cumprir importantes funções dentro dele, são os subprocessos, que são divididos em atividades que correspondem a um conjunto lógico de tarefas.

As organizações devem investir anualmente em restruturação para se manterem flexíveis e inovadoras em ambientes competitivos e turbulentos.

Baseando-se nessa observação, a área empresarial tem apresentado um interesse acentuado na mudança organizacional e vem desenvolvendo e aprimorando abordagens e metodologias destinadas ao realinhamento estratégico entre sua estrutura, objetivos e processos.

O aprendizado organizacional deve ser um fator crítico de sucesso, devendo ser empregado pelo uso de ferramentas, tornando os membros da organização mais conscientes da realidade do trabalho organizacional e das escolhas de suas estratégias.

Gestão de processos não é uma função nova. O que mudou, e tornou o tema atual, foi a necessidade de otimizar os processos, para conseguir a melhor relação custo, preço final do produto ou serviço e qualidade.

Os objetivos do mapeamento de processos são identificar as oportunidades de melhoria das operações e aquelas que não acrescentam valor ao cliente, e podem ser substituídas ou minimizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Área do Cliente